terça-feira, 12 de junho de 2012

Quando eu for mãe....

E de repente senti uma vontade enorme de ser mãe. Calma! Isso não signfica que vou sair por aí desesperada a procura um macho para me fecundar! Não! Claro que não! Mas sinto vontade de ser mãe. E essa vontade me fez pensar numa lista de coisas que preciso para ser mãe um dia. Em primeiro lugar, preciso de um lar. Um lar bonito, aconchegante, com violetas na janelas, que permita a entrada de sol nos quartos durante o dia. Dois cachorros, um fogão à lenha para aquecer a casa durante o inverno e uma rede gostosa na sombra, para embalar o verão... Eu também preciso de um emprego: um emprego que me permita ganhar o suficiente para dar ao(s) meu(s) filho(s) (ou filha) uma vida bacana, com alguns sonhos realizados e um futuro garantido. Preciso também ter um bom plano de saúde. Tá. Sim, o principal: preciso ter tempo, muito tempo, para me dedicar exclusivamente ao meu filho/a. Carinho, paciência, compaixão, compreensão... Bem, quanto a isso, acho que já estou bem preparada! Amor eu tenho de sobra, e o amor faz tudo ficar mais fácil. Pensar naquele ser que crescerá quentinho dentro de mim. Pensar no seu coraçãozinho pulsando, pensar no parto, na explosão de sentimentos: a vontade de trazer ao mundo aquele ser que carregarei por 9 meses, de ver seu rostinho, sentir seu cheirinho, beijar, trazer pra junto do peito, será maior do que as dores. Quando esse dia chegar, sei que vou estar plenamente preparada! Bom. Esqueci de uma parte: para ser mãe, eu preciso encontrar um pai. Daí pensando, nesses tempos modernos, muitas mulheres não tem essa preocupação, de ter um pai para os seus filhos, de criá-los em um lar. Bem, eu respeito todas as opiniões quanto a isso, mas tenho a minha bem formada: só serei mãe de um filho gerado em meu corpo, se for um filho gerado com amor. Como saber que é o amor que está gerando o meu filho? Bom, acredito que se algum dia encontrar alguém que deseje ter filhos comigo, não terei dúvidas que também encontrei alguém que me ama de verdade. Acredito que quando um homem deseja ter um filho com uma mulher e a escolhe, é porque no mínimo, confia. Confia, e vê nela uma pessoa capaz de carregar, cuidar, proteger e amar sua semente. Não sei quanto às outras mulheres, mas o dia em que eu encontrar alguém que queira além de ser meu companheiro, ter filhos comigo, eu terei certeza de que sou amada. Enquanto esse dia não chega, vou sonhando com um piquenique de domingo no parque, com filhos, companheiro e cachorros. Grama verde, pão integral e suco de laranja. E agora, voltando à realidade, "bora" estudar pra conseguir realizar todos esses sonhos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário