sexta-feira, 13 de julho de 2012

SÓ DEPENDE DE SER

Dor é vida.
Me convida pra ver quem vai, quem veio e quem foi.
Quem sou? O que fui, pra onde vou.
Esperei teu chamado. Mas só o silêncio falou.
Quem fica?
O que traduz minha alma?
A noite lá fora?
A solidão agora?
O que não vivi?
O que não pensei?
Poderia estar sorrindo
Poderia estar mentindo
Poderia estar aqui.
Então onde estás?
Em qualquer lugar entre o antes e o agora
No momento que não foi
Na angústia da demora
Mas a vida convida
Me ensina, me acha
O meu tempo não chega, não passa
Madrugadas escondidas debaixo do cobertor
Eu, você, nossos sonhos de amor
Seria você, ou apenas minha imaginação
Interrogação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário