segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

HORA DO PÂNICO: O QUE FAZER E O QUE NÃO FAZER

Coisas que aprendi com filmes de terror (e que levo como ensinamento para o caso de passar por alguma situação parecida): a) Se perceber algo de errado, se alguém da sua turma sumiu repentinamente, faça o que todos dizem para não fazer: entre em pânico, pois provavelmente você e sua turma estão em uma cilada. Não percam tempo chamando seu amigo que sumiu de idiota e achando que ele está se escondendo de propósito e vai voltar, pois essa hora, o corpo dele já está dilacerado em algum armário à sua espera; b) sempre que tiver oportunidade, mate o bandido, monstro, vampiro, estuprador, maníaco, lobisomem, psicopata, louco ou qualquer que seja o seu adversário, e quando matar, certifique-se que ele está realmente morto. Eu disse SEMPRE!; c) nunca acredite se um amigo seu disser para você ficar onde está e que ele vai voltar logo. Você sempre fica esperando feito um idiota e ele nunca volta; d) mantenha-se em grupo, mas de preferência, num grupo de homens. Não por eles serem mais fortes e corajosos, mas porque mulheres, ao verem sangue ou estarem em situação de terror, geralmente são escandalosas e gritam sem parar; e) pegue sangue de algum companheiro seu que já tenha ido dessa para melhor, esfregue em seu corpo e rosto e se o inimigo chegar perto, finja-se de morto (vai que cole!); f) preferencialmente, se estiver se abrigando dentro de uma casa, fuja para a rua correndo muito, mas muito mesmo, na primeira oportunidade. Ambientes fechados são como armadilhas, fica muito mais fácil para o inimigo controlar a presa. Ao ar livre você tem um campo maior de ação, direção e visão; g) Não faça coisas idiotas do tipo sair de um local "seguro" para procurar um telefone. Os telefones NUNCA funcionam nessas situações; h) use e abuse do fogo. O fogo mata praticamente todo tipo de inimigo e faz um estrago muito maior que um tiro, um machado ou uma faca. Por isso, se tiver que escolher entre um isqueiro ou fósforos e uma faca, escolha sempre os primeiros, pois se você encontrar pólvora ou qualquer combustível, tá feito o terrorismo; i) não pense em salvar um amigo seu que esteja pedindo socorro com uma artéria furada, sem uma parte do corpo ou muito machucado. Não queira dar uma de herói em uma hora dessas. Para alguns casos, não há solução. Uma pessoa que perde muito sangue ou tem algum órgão vital atingido, raramente sobrevive até o socorro chegar (e nesses casos, sempre demora). Tentar socorrê-la colocando-a sentada em algum local dizendo para ela ficar calma e que você vai buscar ajuda não vai resolver nada. Dê a extrema unção, e se tiver estômago, acabe logo com o sofrimento dela; j) mantenha-se vivo e cuide de você. Nesses casos extremos, o importante é não perder a cabeça (literalmente).

Nenhum comentário:

Postar um comentário