quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

LUA CHEIA

Abro a janela do quarto
esperando uma noite feia
mas a lua é cheia, a lua é cheia.
E me convida a contemplá-la
vê-la brilhar, 
se debruçar entre as vielas,
indago à ela 
onde andarás.
Conte às estrelas, amiga lua
que do meu quarto, 
olho pra rua a procurar
em meio ao nada,
inconformada, aquele olhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário